Emagrecendo

A+ A A-
22-03-2012

Álcool: o destruidor das dietas

Avalie este item
(3 votos)

"junto com a compulsão alimentar, bebidas alcoólicas são armadilhas que podem impedir o emagrecimento'

É comum as pessoas se depararem com a dificuldade de lidar com o álcool quando querem emagrecer, transformar ou modelar seus corpos. A disseminação do consumo permitido do álcool tem agravado o que chamamos de drunkorexia, que nada mais é do que a troca da comida pela bebida.

Na drunkorexia, paciente consome bebidas alcoólicas e não come

O “anestesiamento” que ele promove e que também é buscado para aplacar as angústias presentes no dia a dia, faz com que as pessoas esqueçam que ao entrar em contato com o organismo o álcool se transforme imediatamente em glicose, colaborando para o processo de “engordamento”.

Além dos danos para saúde física e mental, o álcool pode representar uma perda da “identidade social". Grupos que se formam e se reúnem somente em função dele podem criar uma dependência em alguns de seus membros, levando à necessidade de afastamento do grupo para poder cuidar da saúde (e/ou do vício), correndo o risco de sentirem-se deslocados e isolados socialmente.

Assim como a drunkorexia é fruto dos desdobramentos patológicos inerentes à obesidade (ou o medo de se tornar obeso, presente nas anorexias, ou na maior facilidade de beber que os pacientes bariátricos encontram), outras doenças também ligadas a esta epidemia estão sendo “criadas”. Todas elas, de certa forma, podem ser consideradas como co-morbidades da obesidade.

Preocupação exagerada com a alimentação pode acompanhar o excesso de peso

Algumas dessas doenças, são a ortorexia (que também pode ser nomeada como síndrome do apetite correto, caracterizado pelo excesso de preocupação com um exagerado “comer saudável”), a diabesidade (que são hábitos alimentares que os diabéticos desenvolvem, por não aceitarem as restrições da doença, transgredindo e adotando comportamentos compensatórios bulímicos para eliminar os excessos de glicose e/ou gorduras ingeridos) ou ainda a vigorexia (que é um transtorno no qual as pessoas realizam práticas esportivas de forma contínua, evitando desenvolver a obesidade, com uma valorização praticamente religiosa, com características de fanatismo).

Tal como a anorexia e a bulimia, esses transtornos alimentares citados acima são consideradas uma forma reativa de lidar com a obesidade, ou seja, para evitá-la acabam se transformando numa manifestação da própria obesidade, como se fosse a mesma roupa vestida pelo avesso. A perda de peso é um ganho de saúde!

FONTE: GNTDirce de Sá Freire

Deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated.Basic HTML code is allowed.

blue green orange red

Nossos serviços são complementares à consulta com um médico ou nutricionista, não substituindo os serviços ou orientações destes profissionais.                                                                                      EMEX NUTRIÇÃO ORIENTADA. Todos os direitos reservados.

Login

Log in to your account or

Log in with Facebook

Register

«
»
Loading…